USHUAIA em Dezembro Alguem anima

Tópico: USHUAIA em Dezembro Alguem anima

Este tópico foi visto 1658 vezes e possui 8 comentários.

Conectar

  • Lista de usuários marcados

    Curtidas Curtidas:  0

    Amigos, viagem para Ushuaia em dezembro em pleno planejamento km previsto; de 11.000 a 13.000 km (trajeto e pontos turísticos estão sendo analisados) Dias: 19 - 25 dias Alguem anima...

    Este tópico foi visto 1658 vezes e possui 8 comentários.
    USHUAIA em Dezembro Alguem anima 5,00 1658 Reviews

      Avaliar Tópico: USHUAIA em Dezembro Alguem anima

      Nota média: 5,00 | Total: 1 pessoas votaram | Tópico visualizado 1658 vezes.


    1. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      PR PR
      Cidade
      Coronel Vivida
      Posts
      8
      Data de Ingresso
      Mar 2020
      Estado civil
      Não informado
      Yamaha XT660R






      USHUAIA em Dezembro Alguem anima

      Amigos, viagem para Ushuaia em dezembro em pleno planejamento


      km previsto; de 11.000 a 13.000 km (trajeto e pontos turísticos estão sendo analisados)

      Dias: 19 -
      25 dias


      Alguem anima...


    2. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Araçatuba
      Posts
      1.608
      Data de Ingresso
      Nov 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      XT 660R, Negona, 2011/12


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      ES GO MG MS PR RS SC SP TO
      Clique para adicionar em seu perfil
      Aê @Deitos! Escolheu um belo destino!
      Fui em 2016, muita coisa boa no caminho! Inesquecível!
      Qual o roteiro?
      ----------------------------------
      Meus veículos: XT 660R-Negona, Fusca Azeitona-72, Caloi Berlineta Dobrável (restaurada), Monark Monareta (a restaurar).
      Ex: XL700V Transalp, Falcon NX4, XL250R, Vespa PX200, Fusca Trovão Azul-76, Caloi 10, Caloi Berlineta Dobrável.


    3. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      PR PR
      Cidade
      Coronel Vivida
      Posts
      8
      Data de Ingresso
      Mar 2020
      Estado civil
      Não informado
      Yamaha XT660R






      Roteiro pensado e que esta em analise

      A ideia é descer pela 40 ( Bariloche - Perito Moreno - Puerto Natales - Punta Arenas e Uhauaia) e voltar pela 03.A moto comprei faz pouco tempo, comprei e fui para Atacama (tem post que criei aqui, mas vídeo no youtube) agora por comodidade troquei tanque para 22,5 litros e manoplas aquecidas, de resto na moto não vou mudar nada. Esta moto que comprei com 50 k hj esta com 60k, mas mesmo assim confio nela e vou claro com devida revisão e algumas peças chaves como bomba de combustível vão juntos.Então amigo já que foi vamos de novo, ai vc vai de ponteiro, pois já tem experiência kkkQueria colocar fotos mas não sei direito como fazer isso neste fórum, mas de qualquer formo planejamento esta a todo vapor.


    4. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Araçatuba
      Posts
      1.608
      Data de Ingresso
      Nov 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      XT 660R, Negona, 2011/12


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      ES GO MG MS PR RS SC SP TO
      Clique para adicionar em seu perfil
      Olá @Deitos!!
      Quanto aos pneus, você tem 2 opções (só vou falar do traseiro, pois um dianteiro dura muito mais e não é problema, desde que você não saia de viagem com um já muito gasto):
      - comprar um pneu traseiro que dure 8.000 km mais ou menos e programar um lugar para trocá-lo. Este lugar pode ser programado no seu roteiro, e pode-se entrar em contato previamente com alguma loja.
      - sair daqui com um pneu novo que dure 15.000 km, ir e voltar.
      Quando fui, preferi a segunda, comprei um Heidenau K60. Motivo: já tinha pesquisado que este duraria a viagem toda, era bom, e o custo por km de pneu era praticamente o mesmo do que um de 8.000 km. E outra, quem garante, que mesmo combinando uma venda e uma troca, quando chegar lá o pneu vai ser o certo, a loja vai estar aberta, a rota não precise ser mudada, etc, etc.
      Dica: pneu radial dura 15k, pneu diagonal dura 8k.
      Por exemplo: muita gente confunde os Metzeler Tourance da XT, dizendo que uns duram mais e outros menos. Isso ocorre mesmo, porque esse modelo tem as duas versões. Um Tourance radial custa mais que o dobro, mas dura mais, e visualmente é o mesmo pneu. Identifique o pneu radial pela letra "R" na medida. Ex: 130/80-17 é diagonal (mais barato e dura menos). 130/80-R17 é radial (mais caro e dura mais).
      Falei do Heidenau K60, que é bem duro, mas vai bem no rípio. Recomenda-se não murcha-lo (como se faz no off road normal). Mas há muitos outros modelos duráveis.
      Obs: o meu da frente foi um Metzeler Enduro Sahara, sem segredo, bom e barato.

      Esta é uma bela viagem, mas é longa e precisa de boa organização e avaliação para não perder muito tempo nas belezas mais perto de casa e depois ter que fazer as pressas as belezas de longe. Mas isso é outra parte.

      Abraço.
      Última edição por Ruy; 4 Semanas Atrás às 10:17 PM.
      ----------------------------------
      Meus veículos: XT 660R-Negona, Fusca Azeitona-72, Caloi Berlineta Dobrável (restaurada), Monark Monareta (a restaurar).
      Ex: XL700V Transalp, Falcon NX4, XL250R, Vespa PX200, Fusca Trovão Azul-76, Caloi 10, Caloi Berlineta Dobrável.


    5. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      PR PR
      Cidade
      Coronel Vivida
      Posts
      8
      Data de Ingresso
      Mar 2020
      Estado civil
      Não informado
      Yamaha XT660R






      Providencial seus apontamentos, sobre a marca dos pneus ainda vou ver relação custo benéfico, mas fato que será radial, claro dado seu relato me fez ter essa convicção.Conversando com mais pessoas que já fizeram essa trip, obtive a dica de baixar o centro de gravidade da moto, digo jogar o peso mais pra baixo possível, dado o vento lateral, agora estou tentando ver como fazer isso e também se levo o bauleto (o que fica atrás do piloto) pois invariavelmente ele influencia no centro de gravidade.Estou pensando fazer um porta treco em pcv para colocar os intens mais pesados próximo ao motor.E as câmaras de ar mais grossas? Perfumaria? Ou necessidade


    6. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Araçatuba
      Posts
      1.608
      Data de Ingresso
      Nov 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      XT 660R, Negona, 2011/12


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      ES GO MG MS PR RS SC SP TO
      Clique para adicionar em seu perfil
      @Deitos.
      É muito difícil prever o que acontecerá em uma viagem tão longa, com tempo tão grande.
      Centro de gravidade: creio que é válido abaixar o centro de gravidade, mas não há tanta coisa assim para abaixar na XT. Talvez não usar o baú traseiro ajude, pois a moto é bem alta ali.
      O que levar: o segredo é levar o mínimo. Em questão de roupa meu número é o 3: 3 cuecas, 3 meias, 3 camisetas. Uma calça Dry Fit, uma blusa leve. Pois com muito frio, uso a própria jaqueta de pilotar. 1 tenis. Ferramentas da moto.
      Remendos: servirão para um pneu dianteiro (que é o que fura menos), visto que o traseiro é uma aventura a parte tirar da roda.
      Vacina de pneu: eu uso (apesar de dizerem que para pneu de câmara não resolve)
      Relação: saia com uma nova - é a melhor coisa. Pois se quebra lá, vc não vai encontrar outra (eu sofri um acidente no deserto em 2016 que estragou a corrente, tive que voltar para casa com uma chinesa de 100 reais, era a única opção)
      Barraca: se for fã de camping, vale à pena para economizar hotel.
      Luva de frio: neste ponto sou chato pra caramba. Ignore as besteiras que falam sobre gambiarras para contornar o problema do frio (exemplo: luva cirúrgica, jornal, luva de tecido dentro da outra, protetor de mão, orelha de elefante, etc...), é tudo besteira se você não tiver uma boa lufa de frio (modelo para frio intenso mesmo, olhe bem na hora de comprar). Porque digo isso? Porque comprei uma luva para frio médio e sofri demais na estrada lá na patagônia. Lá, não dá para começar a rodar antes das 9:00 - 10:00 da manhã, que é quando a temperatura estará em uns 10°C, a sensação térmica a 100 km/h será de -4°C. Então só a luva resolve efetivamente. O que pode ajudar, claro, tem o que ajuda uma boa luva: orelha de elefante, e só! A física do frio é assim: o vento passa, e vai roubando calor das camadas da luva, até chegar na sua mão e roubar calor dela, aí é um caminho sem volta, começa a doer muito (não ignore isso, dói muito mesmo, tenho meu mindinho esquerdo com a ponta meio dormente até hoje....kkkk).
      Intervalo para rodar de moto na Patagônia: entre 9:00 e 19:00 h... fora disso a temperatura cai muito rápido, o bom é que lá as 20:00 ainda é dia!
      Capa de chuva: próximo a Ushuaia chove com frequência, leve também uma capa para as botas. Chuva com frio ali é dureza sem proteção.
      Seguros: se possível, faça. Infelizmente corremos o risco de algo ruim acontecer.
      Viajar sozinho: eu viajo muito sozinho dentro do Brasil, mas para fora não, levo sempre um outro amigo (justamente por causa dos imprevistos).
      O que pode ser dispensável para eliminar peso: câmara de ar, ferramentas extras, relação, óleo lubrificante, roupas.
      Vento: é comum na ida e na volta, e sempre sopra de oeste para leste. Eu achei bem forte na ida em alguns pontos. Incrivelmente, na Ruta 3 subimos por 3 dias sem nenhum vento (isso é incomum).
      Rípio: não tente virar um piloto de Paris Dakar. Quando ficamos muito confiantes, os acidentes acontecem (aconteceu comigo). A velocidade para trechos ruins é 50 km/h e não tem jeito, paciência. Tem o trecho que o povo chama de "os malditos", inventaram isso depois que uns caras postaram suas choradeiras no Facebook, demonizando o trecho. Se for a 40-50km/h é tranquilo (passamos sem um tombo se quer, mas encontramos uns caras num posto de gasolina muito P da vida, dizendo que foi a pior estrada que já passaram na vida, vai entender).
      Tempo x atrativos: dê preferência para os atrativos mais longe, evite perder tempo em locais mais perto do Brasil, que podem ser visitados em outras viagens. Evite a tentação de gastar tempo em Mendoza, cruzar a cordilheira para Los Andes (caracoles, puente del inca, etc.), é muito bonito, muito mesmo... mas é melhor você focar em Torres del Paine, Patagônia, Ushuaia, km 0 da 40, Península Valdez e outros. Quando fomos, ficamos 3 dias na região de Mendoza, e um tombo nos fez perder mais 2 consertando a moto. Estes 5 dias fizeram falta la no sul, acabamos não explorando Torres del Paine, ficando pouco em Ushuaia e não vimos nada na 3, porque tínhamos data para chegar em casa (trabalho).

      Já já continuo.....
      ----------------------------------
      Meus veículos: XT 660R-Negona, Fusca Azeitona-72, Caloi Berlineta Dobrável (restaurada), Monark Monareta (a restaurar).
      Ex: XL700V Transalp, Falcon NX4, XL250R, Vespa PX200, Fusca Trovão Azul-76, Caloi 10, Caloi Berlineta Dobrável.


    7. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Araçatuba
      Posts
      1.608
      Data de Ingresso
      Nov 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      XT 660R, Negona, 2011/12


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      ES GO MG MS PR RS SC SP TO
      Clique para adicionar em seu perfil
      ... continuando.

      Tudo que coloquei no post anterior são minhas percepções, de acordo com a realidade daquela viagem... avalie elas, e colete mais informações de outras fontes, monte um mix disso e veja o que é melhor para a sua viagem!

      Eu fiz um relato da nossa viagem, se vc achar que ajuda, segue: http://www.rastroserotas.com.br/2016...a-40-2016.html

      E tem os vídeos: https://www.youtube.com/watch?v=a1hp...IgZgQNC1j8cUDh

      A vontade minha é voltar para lá... infelizmente, no momento não vai ser possível... por motivos pessoais. Mas pretendo reativar minhas viagens. Enquanto isso vou na garupa dos amigos!
      No que precisar, é só chamar!
      Abraço!
      Buenas rutas!
      ----------------------------------
      Meus veículos: XT 660R-Negona, Fusca Azeitona-72, Caloi Berlineta Dobrável (restaurada), Monark Monareta (a restaurar).
      Ex: XL700V Transalp, Falcon NX4, XL250R, Vespa PX200, Fusca Trovão Azul-76, Caloi 10, Caloi Berlineta Dobrável.


    8. Usuário Registrado

      Estado
      RJ RJ
      Cidade
      Rio de Janeiro
      Idade
      38
      Posts
      8
      Data de Ingresso
      May 2020
      Estado civil
      Casado(a)
      XT 660R Branca 2014





      Estados onde estive de moto:
      MG RJ SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Uma otima aventura!! Adoraria ir.. mas infelizmente diante de problemas durante o ano enrrolou para mim em muitas coisas... Mas boa sorte e boa motocada!!
      =============

      []'s
      Diego

      Minhas ex: CBX 200 Strada, Tenere 250, Shadow VT600, XT600 ...

      =============


    9. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      PR PR
      Cidade
      Coronel Vivida
      Posts
      8
      Data de Ingresso
      Mar 2020
      Estado civil
      Não informado
      Yamaha XT660R






      Então, amigo nem fala, estou fazendo tudo o possível para não cancelar a aventura, mas esse COVID-19 tá F.... pra C...., dolar batendo casa dos R$ 6,00 então tudo ta muito conturbado, continuo os planejamentos, mas fato que a coisa ta feia... Mas para quem esperou 42 anos para embarcar numa boa motoca, que é esperar um pouco mais... mas enfim que Deus nos proteja e que nossos governantes parem de fazer trapalhadas... mas e qualquer forma agradeço por suas considerações.

    Informações de Tópico

    Usuários Navegando neste Tópico

    Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)